Trending
Brasil
Espírito Santo

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Moradores fazem quebra-quebra na Praia do Suá após ação policial

A ação aconteceu depois que um dos moradores do morro foi baleado com um tiro nas nádegas, após uma troca de tiros com a Polícia Militar



A ação aconteceu depois que um dos moradores do morro foi baleado com um tiro nas nádegas, após uma troca de tiros com a Polícia Militar
Moradores do Morro Santa Helena destruíram uma cabine da Guarda Municipal de Vitória, em frente ao PA da Praia do Suá, na noite desta terça-feira, e ainda atearam fogo em sacos de lixos bloqueando a rua. A ação aconteceu depois que um dos moradores do morro foi baleado com um tiro nas nádegas, após uma troca de tiros com a Polícia Militar.

Por volta das 21 horas policiais militares subiram o morro de Santa Helena atrás de drogas e armas, após denúncia anônima. Eles foram recebidos com tiros e acabaram revidando. Um homem foi atingido e socorrido pelos militares para o Hospital São Lucas.

Pacientes e funcionários que estavam no PA da Praia do Suá se assustaram com a ação dos vândalos. Muitos chegaram a se esconder nos ambulatórios do pronto-atendimento.

As pessoas que promoveram a baderna fugiram assim que a polícia chegou. O policiamento foi reforçado na região, já que muitos disseram que vão voltar a protestar após a saída da PM.

Com informações de Victor Muniz

FONTE - GAZETA ONLINE



terça-feira, 30 de setembro de 2014

O colunista Arnaldo Jabor cita "A lista dos perigos" em reeleger Dilma




A lista dos perigos

Tenho vontade de registrar este texto em cartório, para depois mostrar aos eleitores da Dilma

O que acontecerá com o Brasil se a Dilma for eleita?

Aqui vai a lista:

A catástrofe anunciada vai chegar pelo desejo teimoso de governar um país capitalista com métodos “socialistas”. Os “meios” errados nos levarão a “fins” errados. Como não haverá outra “reeleição”, o PT no governo vai adotar medidas bolivarianas tropicais, na “linha justa” de Venezuela, Argentina e outros.

Dilma já diz que vai controlar a mídia, economicamente, como faz a Cristina na Argentina. Quando o programa do PT diz: “Combater o monopólio dos meios eletrônicos de informação, cultura e entretenimento”, leia-se, como um velho petista deixou escapar: “Eliminar o esterco da cultura internacional e a “irresponsabilidade “da mídia conservadora”. Poderão enfim pôr em prática a velha frase de Stalin: “As ideias são mais poderosas do que as armas. Nós não permitimos que nossos inimigos tenham armas, por que deveríamos permitir que tenham ideias?”

As agências reguladoras serão mais esvaziadas do que já foram para o governo PT ter mais controle sobre a vida do país. Também para “controlar”, serão criados os “conselhos” de consulta direta à população, disfarce de “sovietes” como na Rússia de Stalin.

O inútil Mercosul continuará dominado pela ideologia bolivariana e “cristiniana”. Continuaremos a evitar acordos bilaterais, a não ser com países irrelevantes (do “terceiro mundo”) como tarefa para o emasculado Itamaraty, hoje controlado pelo assessor internacional de Dilma, Marco Aurélio Garcia. Ou seja, continuaremos a ser um “anão diplomático” irrelevante, como muito acertadamente nos apelidou o Ministério do Exterior de Israel.

Continuaremos a “defender” o Estado Islâmico e outros terroristas do “terceiro mundo”, porque afinal eles são contra os Estados Unidos, “inimigo principal” dos bolcheviques que amavam o Bush e tratam o grande Obama como um “neguinho pernóstico”.

Os governos estaduais de oposição serão boicotados sistematicamente, receberão poucas verbas, como aconteceu em São Paulo.

Junto ao “patrimonialismo de Estado”, os velhos caciques do “patrimonialismo privado” ficarão babando de felicidade, como Sarney, Renan “et caterva” voltarão de mãos dadas com Dilma e sua turminha de brizolistas e bolcheviques.

Os gastos públicos jamais serão cortados, e aumentarão muito, como já formulou a presidenta.

O Banco Central vai virar um tamborete usado pela Dilma, como ela também já declarou: “Como deixar independente o BC?”

A inflação vai continuar crescendo, pois eles não ligam para a “inflação neoliberal”.

Quanto aos crimes de corrupção e até a morte de Celso Daniel serão ignorados, pois, como afirma o PT, são “meias verdades e mentiras, sobre supostos crimes sem comprovação...”.

Em vez de necessárias privatizações ou “concessões”, a tendência é de reestatização do que puderem. A sociedade e os empresários que constroem o país continuarão a ser olhados como suspeitos.

Manipularão as contas públicas com o descaro de “revolucionários” — em 2015 as contas vão explodir. Mas ela vai nomear outro “pau-mandado” como o Mantega. Aguardem.

Nenhuma reforma será feita no Estado infestado de petistas, que criarão normas e macetes para continuar nas boquinhas para sempre.

A reforma da Previdência não existirá pois, segundo o PT, “ela não é necessária”, pois “exageram muito sobre sua crise”, não havendo nenhum “rombo” no orçamento. Só de R$ 52 bilhões.

A Lei de Responsabilidade Fiscal será desmoralizada por medidas atenuantes — prefeitos e governadores têm direito de gastar mais do que arrecadam, porque a corrupção não pode ficar à mercê de regras da época “neoliberal”. Da reforma política e tributária ninguém cogita.

Nossa maior doença — o Estado canceroso — será ignorada e terá uma recaída talvez fatal; mas, se voltar a inflação, tudo bem, pois, segundo eles, isso não é um grande problema na política de “desenvolvimento”.

Certas leis “chatas” serão ignoradas, como a lei que proíbe reforma agrária em terras invadidas ilegalmente, que já foi esquecida de propósito.

Aliás, a evidente tolerância com os ataques do MST (o Stédile ja declarou que se Dilma não vencer, “vamos fazer uma guerra”) mostra que, além de financiá-los, este governo quer mantê-los unidos e fiéis, como uma espécie de “guarda pretoriana”, como a guarda revolucionária dos “aiatolás “ do Irã.

A arrogância e cobiça do PT aumentarão. As trinta mil boquinhas de “militantes” dentro do Estado vão crescer, pois consideram a vitória uma “tomada de poder.” Se Dilma for eleita, teremos um governo de vingança contra a oposição, que ousou contestá-la. Haverá o triunfo “existencial” dos comunas livres para agir e, como eles não sabem fazer nada, tudo farão para avacalhar o sistema capitalista no país, em nome de uma revolução imaginária. As bestas ficarão inteligentes, os incompetentes ficarão mais autoconfiantes na fabricação de desastres. Os corruptos da Petrobras, do próprio TCU, das inúmeras ONGs falsas vão comemorar. Ninguém será punido — Joaquim Barbosa foi uma nuvem passageira.

Nesta eleição, não se trata apenas de substituir um nome por outro. Não é Fla x Flu. Não. O grave é que tramam uma mutação dentro do Estado democrático. Para isso, topam tudo: calúnias, números mentirosos, alianças com a direita mais maléfica.

E, claro, eles têm seus exércitos de eleitores: os homens e mulheres pobres do país que não puderam estudar, que não leem jornais, que não sabem nada. Parafraseando alguém (Stalin ou Hitler?) — “que sorte para os ditadores (ou populistas) que os homens não pensem”.

Toda sua propaganda até agora acomodou-se à compreensão dos menos inteligentes: “Quanto maior a mentira, maior é a chance de ela ser acreditada” — esta é do velho nazista.

O programa do PT é um plano de guerra. Essa gente não larga o osso. Eles odeiam a democracia e se consideram os “sujeitos”, os agentes heroicos da História. Nós somos, como eles falam, a “massa atrasada”.

É isso aí. Tenho vontade de registrar este texto em cartório, para depois mostrar aos eleitores da Dilma. Se ela for eleita.

ARMALDO JABOR É COLUNISTA DE O GLOBO





Polícia investiga vídeo de garota torturando rival após suposta traição

Moradora de Praia Grande, SP, chegou a apagar cigarro no rosto da vítima.
Polícia quer ouvir versão da agressora; vítima ainda não foi identificada.

Garota apaga cigarro no rosto de 'rival' por causa
de namorado (Foto: Reprodução)


Um vídeo que mostra uma jovem sendo espancada e torturada está sendo investigado pela polícia em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com a polícia, o vídeo foi gravado após a agressora suspeitar que o namorado estava saindo com a rival. Nas imagens, a agressora chega a apagar um cigarro no rosto da vítima, além de obrigar a garota a confessar a traição enquanto é espancada com socos e tapas no rosto. A Polícia Civil já investiga o caso e analisa o vídeo.

No vídeo, que tem pouco mais de um minuto de duração, a vítima aparece com o rosto bastante machucado e, após ter o cigarro pressionado contra a sua face, ainda é forçada a repetir palavras de baixo calão e “prometer” que não se relacionaria mais com o namorado da agressora, a quem ela chama de “Bolinho”.

Equipes do 1º Distrito Policial (DP) de Praia Grande já estão investigando o caso, sobre o qual tiveram conhecimento por meio do vídeo, que tem circulado amplamente pelas redes sociais. No entanto, o episódio ainda não foi registrado pela vítima, que ainda não teve a sua identidade confirmada e não foi encontrada pela polícia.

De acordo com a polícia, a agressora foi localizada e já foi chamada para prestar depoimento na delegacia. Porém, até o momento, a jovem não se apresentou para dar esclarecimentos sobre a briga e, consequentemente, sobre as suas agressões e a divulgação do vídeo. As imagens são fortes.

G1






Apostador de Colatina, ES, leva prêmio de R$ 28 milhões


Um apostador de Colatina, na região Noroeste do Espírito Santo, acertou as seis dezenas sorteadas no concurso 1.639 da Mega-Sena, realizado neste sábado (27). Com o resultado, o vencedor dividirá quase R$ 55 milhões com um outro apostador de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, levando para casa cerca de R$ 28 milhões. A assessoria da Caixa Econômica Federal informou que o prêmio foi resgatado na tarde desta segunda-feira (29), mas não revelou quem é o ganhador e nem em que agência ele retirou o prêmio.

Segundo a Caixa Econômica Federal, a aposta foi realizada na casa lotérica da rodoviária do município. De acordo com o banco, em uma aposta simples, a chance de acertar é de uma em 50 milhões, mas ainda assim, tem gente que não desiste. "Tem quinze anos que eu jogo, mas um dia eu chego lá, quem sabe?", disse o pedreiro Sebastião de Jesus.

Jogo

Os números sorteados foram 35, 51, 34, 49, 16 e 29.  O ganhador deve retirar o valor em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, munido do comprovante de aposta. Segundo a Caixa, o próximo concurso está previsto para a quarta-feira (1), no valor de R$ 30 milhões.

G1




Confira atrações da Festa da Polenta 2014


Como no ano anterior, em 2014 a Festa da Polenta, em Venda Nova do Imigrante, também acontecerá em dois finais de semana, de 10 a 12 e de 15 a 19 de outubro.

As atrações da 36ª edição da festa ficam por conta do sertanejo Michel Teló e a dupla Victor & Léo, além de bandas e cantores regionais.

A primeira semana da festa acontece do dia 10 a 12 de outubro. A atração nacional será o cantor sertanejo Michel Teló, que fez grande sucesso com o hit ‘Ai Se Eu Te Pego’. O artista apresentará grandes sucessos de sua carreira como: ‘Fugidinha’, ‘Larga De Bobeira’, ‘Ei, Psiu! Beijo Me Liga’ e ‘Se Intrometeu’.



A festa prossegue no fim de semana seguinte, a exemplo do que aconteceu na edição do ano passado. A atração será a dupla sertaneja Victor & Léo, que reúne o sertanejo raiz com estilos musicais variados e muita música romântica.

A festa acontece no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, o ‘Polentão’. Além dessas duas atrações, o evento contará com a programação já consagrada. Estão confirmadas as bandas de música típica: Ragazzi dei Monti, do Rio Grande do Sul, e os vendanovenses do grupo Toni Boni.

Os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente pelo site Blueticket. Nos dias 10 e 17 de outubro, o ingresso custará R$ 10,00. Nos dias 11 e 18, o valor da entrada é de R$ 10,00 para quem entrar no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman durante o dia. À noite, o valor será de R$ 50,00. Nos dias 12 e 19, o preço será único de R$ 10,00.

VIAES




segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Mercado vê em Dilma ameaça maior do que no início da campanha



Para analistas ouvidos pelo site de VEJA, discurso eleitoral da presidente evidencia guinada à esquerda e guerra declarada ao setor privado

Enquanto o eleitor parece cada vez mais inclinado a oferecer à presidente Dilma Rousseff a oportunidade de um novo mandato, investidores sinalizam exatamente o oposto. Um forte movimento de venda de ações fez com que o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, recuasse 4,52% nesta segunda-feira, a maior queda em três anos. O dólar também disparou, chegando a ser cotado a 2,47 reais — seu maior valor desde 2008, período agudo da crise financeira internacional. A moeda americana perdeu força no final do pregão e fechou a 2,45 reais. As ações das empresas estatais lideraram as baixas: Petrobras caiu 11,4%, enquanto o Banco do Brasil recuou 9%. As ações da própria BM&FBovespa recuavam 8,3% no mesmo período.

Não é de hoje que o mercado financeiro tem reagido de forma pessimista à possibilidade de reeleição da candidata petista. Desde março deste ano, as ações (em especial as da Petrobras) têm oscilado ao sabor das pesquisas eleitorais. Depois da trágica morte do peessebista Eduardo Campos, em agosto, e da ascensão de Marina Silva ao posto de presidenciável, as chances de reeleição de Dilma haviam diminuído — o que trouxe certo alívio para a bolsa e o dólar.

Contudo, a melhora da atual presidente nas pesquisas, que apontam sua vitória no segundo turno ante ambos os concorrentes, Aécio Neves e Marina, fez com que um movimento de venda de ações se aprofundasse na bolsa. O Ibovespa chegou a cair quase 6% na abertura, com os papéis da Petrobras recuando 10%. Em ambos os casos, a queda é muito mais profunda do que o que foi assistido no início de 2014, quando as primeiras pesquisas começaram a ser divulgadas criando alta volatilidade na bolsa.

O que mudou de lá pra cá, segundo analistas ouvidos pelo site de VEJA, é que aumentou (e muito) a aversão que o mercado nutria em relação à candidata. "Muitos têm opinião pior do que antes sobre a provável política econômica num segundo governo Dilma. Eles perceberam uma inflexão à esquerda em seu discurso, especialmente na questão envolvendo a independência do Banco Central", afirma o economista Tony Volpon, do Nomura. A presidente Dilma encampou o discurso de que ter um BC autônomo significaria "entregar o país a banqueiros". A presidente também questionou a necessidade de se cumprir o superávit primário, que é a economia feita pelo governo para pagar os juros da dívida, e reafirmou seu compromisso com subsídios à indústria num momento em que o próprio setor industrial pede maior abertura econômica.

Segundo o analista Felipe Miranda, da Empiricus, antes da morte de Campos, os investidores tinham dúvida se um novo governo Dilma atravessaria uma curva de aprendizado, admitindo erros e retomando um caminho mais ortodoxo. "Hoje, resta pouca dúvida de que um segundo mandato representaria mais do mesmo, com algum recrudescimento, pois a guerra contra o setor privado, num momento em que precisamos retomar os investimentos, está declarada em caráter explícito", afirma Miranda, autor do livro O Fim do Brasil, lançado na semana passada pela editora Escrituras.

Um movimento de queda foi percebido nesta segunda-feira em todos os mercados emergentes, porém, nenhum na mesma intensidade que o Brasil. Nos Estados Unidos, o S&P recuou 0,2% e o Dow Jones, 0,25%. "É um movimento global que pode ser visto na Coreia do Sul, Taiwan, índia, Turquia, África do Sul e Israel. Isso porque acredita-se que a economia americana não está se recuperando no ritmo acelerado que antes se achava", avalia o economista-chefe da Gradual, André Perfeito.

VEJA






Recém-nascido é abandonado em Cachoeiro e socorrido pela PM


Uma criança recém-nascida foi socorrida pelos policiais militares que atuam no 9º Batalhão, na noite dessa segunda-feira (29), em Cachoeiro de Itapemirim. A criança foi abandonada no portão de uma residência, no bairro Coronel Borges e encontrada pela proprietária, que acionou a Polícia Militar.

A moradora disse aos policiais que ao abrir o portão de sua residência encontrou uma criança recém-nascida, do sexo masculino, dentro de uma bolsa.

A guarnição fez o acolhimento ao recém-nascido, e ao mesmo tempo acionou o Conselho Tutelar para o acompanhamento da ocorrência de abandono de incapaz. A criança foi levada para o Hospital Infantil do município para receber cuidados médicos.

A ocorrência foi registrada no plantão policial do município.

AQUIES



About

Os melhores vídeos da internet:

Follow by Email

Designer By Seo Blogger Templates